fbpx

Entenda o Simples Nacional 2019

Simples Nacional

Hoje vamos falar sobre a Simples Nacional e entende-lo de forma prática e simples!

Vamos ver que tipo de empresa que pode aderir ao Simples Nacional e qual empresa que pode entrar nesse regime de tributação.

Quer saber um pouco mais sobre esse assunto? então acompanha até o final!

O Simples Nacional de forma resumida

Pessoal, já vou adiantando aqui para quem quer empreender, o Simples Nacional não tem nada de simples apesar da ideia ser de descomplicar a vida das Micro e Pequenas Empresas e sistema tributário.

Mesmo não tendo nada de simples, mas é uma boa opção para poder enquadrar sua empresa, e no mundo do empreendedorismo vale dizer que, no ano passado em 2018 o Simples Nacional sofreu algumas alterações.

Uma delas foi em relação ao limite da receita bruta anual para as empresas participantes do Simples Nacional que passou a ser de até 4,8 milhões.

Então qualquer empresa que ganha até 4,8 milhões, teve algumas alterações. para quem não sabe, o simples nacional é um regime com a guia única, ou seja, você paga todos os impostos em um único boleto em uma única guia.

Além disso, as alíquotas ficaram supostamente mais favoráveis para as empresas que se enquadram nesse regime de tributação do Simples Nacional.

O Simples Nacional vai reunir vários impostos em uma única guia como eu já disse, você vai pagar dentro de um boleto só o imposto de renda da pessoa jurídica, do Instituto Nacional da Seguridade Social (INSS) o PIS, CSLL (contribuição social sobre o lucro líquido) o COFINS (contribuição para financiamento Seguridade Social), já paga também dentro do boleto, ICMS, paga também o ISS, que é um imposto Municipal e também paga o IPI, que é um imposto produtos industrializados.

Uma dúvida bastante frequente é, que tipo de empresa pode ser optante pelo simples nacional?

As empresas que tem a possibilidade de serem optantes do Simples Nacional, são as microempresas e empresas de pequeno porte.

Se você já tem uma empresa, ou quer abrir uma empresa e percebeu que é vantajoso escolher por esse regime de tributação simplificada, pode fazer a migração, mas não são todas empresas que podem participar do simples nacional.

Calcule o Simples Nacional aqui

Minha empresa pode entrar no Simples Nacional?

Vamos ver aqui algumas qualificações para poder fazer parte do Regime do Simples Nacional:

A empresa precisar ter uma receita bruta (faturamento) anual de até no máximo 4,8 milhões, a empresa não pode faturar mais do que isso.

A empresa não pode te dívida com a união ou com o INSS, se sua empresa tiver dívida, primeiro você vai ter que sanar essas dívidas.

As empresas que estiverem com irregularidades nos cadastros fiscais, também não poderão exercer atividades com serviços financeiros e de créditos.

Empresas que prestam serviços de transporte, com exceção de serviço de transporte fluvial, para quem não sabe o que é transporte fluvial, são aqueles transportes relacionados com rio, barco e etc.

Não pode ser uma empresa que importa combustíveis, não pode ser uma empresa que fabrica veículos, então a empresa não pode fabricar veículos.

Empresas que não sejam distribuidoras ou geradoras de energia elétrica, empresas que trabalham com loteamento e incorporação de imóveis.

Também quem não atua com cessão ou locação de mão de obra em empresas, empresas que não produzem ou comercializam, cigarros e assemelhados, armas de fogo também refrigerante bebidas alcoólicas, exceto pequenos produtores pessoas jurídicas, que não tem o sócio no exterior e tem esses pré-requisitos, já podem entrar no Simples Nacional.

Quanto se paga de imposto no Simples Nacional?

Com as novas tabelas do Simples Nacional, foram resumidas em cinco anexos, 3 deles, criados para serviço, 1 para o comércio e outro para indústria.

No anexo 1, são empresas voltadas ao comércio, no anexo 2 compostos por fábricas e indústrias e empresas industriais, em anexo 3 são empresas que prestam serviços de instalação reparos e manutenção, agência de viagem, academias…

Fazem parte deste anexo também os escritórios de contabilidade, empresas de medicina e odontologia.

No anexo 4, estão as empresas que oferecem serviços de limpeza, vigilância, obras e construção de Imóveis e serviços advocatícios.

E por último no anexo 5, são as empresas que prestam serviços de auditoria, jornalismo, tecnologia, publicidade, engenharia, entre outras.

Para maiores informações recomendamos você, a olhar a lei número 155, e a lei complementar número 123.

Esses são os pré-requisitos para sua empresa se enquadrar dentro do Simples Nacional, neste ano de 2019 lembre-se, é uma opção bastante viável quando comparado por exemplo, ao lucro presumido e o lucro real.

Então depende basicamente da atividade que sua empresa exercer, se compensa ou não você entrar no simples nacional para ter uma maneira mais simples de pagar os tributos, ou se existem outras tributações que sejam mais viáveis para o seu negócio.

Ficou claro?

Se ainda tiver alguma dúvida, pode entrar em contato com a AGS Contabilidade Integrada, acessando nosso site, ou falando com os nossos consultores através do WhatsApp ou de nossas redes sociais.

admin

admin

Leave a Replay

Solicite Orçamento

Fale com um Especialista!

Insira o seu melhor e-mail no campo acima e receba contato de um contador especialista no seu negócio!